quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Complexo de cidade pequena do interior em Tupã



Passando natal e ano-novo em Tupã, minha terra natal no interior de São Paulo, região da Alta Paulista, centro-oeste. Vivi aqui até os 22 anos, quando me mudei para Campinas. Não venho muito pra cá, uma longa viagem, mas até gostaria de vir mais vezes...

Cidades pequenas são um paraíso de tranquilidade, calma... as pessoas se conhecem mais e melhor, sobra mais tempo, que nas grandes cidades é consumido no transito... o custo de vida é menor, o estresse e preocuções são menores, a segurança é maior... cidades pequenas são ótimas, melhor que isso só a vida no campo, em contato com a natureza...

Porém quando eu era garoto, descobri o complexo de cidade pequena enquanto visitava a família por parte do meu pai no Paraná. Não conheço Santa Catarina e Rio Grande do Sul, mas sempre sonhei conhecer as loiras e a cerveja da Octoberfest.

Quanto ao Paraná, é um estado incrível. Muito mais tranquilo e civilizado que São Paulo, cidades bastante arborizadas, das pequenas até a capital Curitiba... Curitiba é incrível, um modelo de capital brasileira. Bastante arborizada, organizada, transporte público eficiente, população educada...

Árvores são fundamentais para as cidades... além de não haver nada mais bonito para enfeitar uma cidade, elas refrescam o clima. Enquanto asfalto e concreto acumulam calor, gerando mormaço e liberando calor até a noite, as árvores oxigenam o ar, absorvem e consomem energia do sol...

Nada melhor do que uma cidade bem arborizada, e foi isso que mais gostei quando cheguei em Campinas, uma cidade bem arborizada, acima da média paulista, mas ainda longe das cidades do Paraná. Infelizmente, tem passado despercebido em Campinas, em meio a crise política, a redução das árvores na cidade nos últimos anos.


Já em Tupã, minha cidade natal, tenho percebido o complexo de cidade pequena evidente nas mudanças no trânsito nos últimos anos. Não vou chamar de trânsito de corno porque seria politicamente incorreto, mas o trânsito de Tupã, extremamente calmo e tranquilo, vem sendo avacalhado pela prefeitura.

Inacreditável a bagunça que fizeram nas ruas da cidade, largas e com pouco movimento, ruas onde é fácil encontrar lugar para estacionar, mesmo no centro da cidade... uma pequena cidade do interior onde só existe estacionamento em supermercado. Um trânsito perfeito, bom até demais, tão tranquilo que despertou o complexo de cidade pequena do interior...

Cidade grande tem trânsito problemático, tranquilidade é coisa do interior. Complexados, os administradores de Tupã resolveram complicar o trânsito da cidade, bagunçando tudo e tornando as ruas da área central e outras vias principais em mão única... absolutamente sem necessidade, apenas pra complicar o trânsito.

Afinal, cidade grande tem trânsito complicado. Este é o complexo de cidade pequena, ao invés de aproveitar as maravilhas da tranquilidade, querem ter problemas de cidade grande, nem que para isso tenham que se esforçar para criar problemas. Foi o que fizeram com as ruas de Tupã.


Quanto as árvores, continuam faltando em Tupã... uma cidade muito quente, tanto que a 2 anos atrás chegou a derreter asfalto... na avenida principal da cidade, a Tamoios, chegou a derreter tanto o asfalto de uma faixa de quase 1 metro, em quase toda a avenida, que os carros arrancavam pedaços do pavimento que grudavam nos pneus...

Tupã, uma cidade tão quente e tão carente de árvores... uma boa arborização ajudaria a resolver um grande problema da cidade, o calor excessivo, além de deixar a cidade muito mais bonita. Mas concreto e asfalto são a marca das grandes metrópoles, enquanto árvores e natureza são a marca do campo. O Complexo de Cidade Pequena do Interior impede a arborização da cidade.

Ideal mesmo seria promover o reflorestamento ao redor da cidade, resolvendo o problema do calor excessivo. Não seria problema, pois tem terra de sobra para pecuária e agricultura. A cidade continuaria quente, pela falta de umidade, mas melhoraria muito... incrível que uma cidade pequena não tenha sequer um bosque... uma cidade do interior de 60 mil habitantes tão carente de natureza, puro complexo de cidade pequena...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

postagens mais lidas da semana

Foro de São Paulo + Marxismo Cultural = Golpe Comunista



vídeos no youtube

Partido Nazista no Brasil, Socialismo e Comunismo - Daniel Coelho
BOLSONARO FALA EM VEADOS E CITA DATENA
PALAVRA ABERTA - COMISSÃO DA VERDADE - Jair Bolsonaro
Entrevista com o Cabo Anselmo no Canal Livre da TV Bandeirantes (1/9)
Entrevista com o Cabo Anselmo ao Dextra
Julio Severo concede entrevista exclusiva ao Dextra
Destruindo chavões socialistas - Leonardo Bruno
Mitos do liberalismo e socialismo - Filipe Altamir
10 anos da morte de Celso Daniel do PT. Lucia Hippolito para rádio CBN
O PT quer dar um Golpe no Brasil - Reinaldo Azevedo pt 1/2
O PT quer dar um Golpe no Brasil - Reinaldo Azevedo pt 2/2
Silas Malafaia em audiência do PLC 122 em 29 de novembro de 2011
O Drama da Mulher Moderna - Padre Paulo Ricardo (01/02)
O Drama da Mulher Moderna - Padre Paulo Ricardo (02/02)
Yuri Bezmenov - Marxistas, os idiotas úteis
Yuri Bezmenov - A corrupção moral da sociedade pelos Marxistas
Yuri Bezmenov - A corrupção moral da sociedade pelos marxistas - II


Olavo de Carvalho

Conselho de Olavo aos Brasileiros - Fujam do mundo melhor !!!
A Diferença entre Socialismo e Comunismo
Caetano Veloso e intelectuais de esquerda acordam para projeto totalitário do PT
O PT e o Desarmamento do Brasil
Governo, Farc e Foro de S. Paulo (prof. Olavo de Carvalho)
O Foro de São Paulo e o Neo-Comunismo
True Outspeak - Terrorismo e Foro de São Paulo
Ódio Esquerdista, Vitimismo Negro e Coitadismo Feminino
Escravidão, etnias, miscigenação, cotas raciais, racismo — TO 02/12/09
O COMUNISMO NO BRASIL É INEVITÁVEL!
Olavo de Carvalho explica o comunismo completamente (Parte 1)
Olavo de Carvalho explica o regime militar brasileiro
Casamento gay e Caos Jurídico no Brasil
Olavo de Carvalho - O COMUNISMO NO BRASIL É INEVITÁVEL!
Olavo de Carvalho Explica Porque Esquerdista não é Igual a Pessoa Normal