terça-feira, 5 de abril de 2011

racismo e preconceito, falta de respeito

Haiti: país de população negra, já vivia situação de calamidade, ocupado por forças de paz da ONU desde 2004, quando em janeiro de 2010 foi devastado por um terremoto que matou mais de 200 mil pessoas e deixou mais de 1 milhão de desabrigados. Mais de 1 ano depois, o povo haitiano ainda espera ajuda, e a situação é cada vez pior enquanto doenças como a cólera se espalham. Racismo, preconceito? Não fosse uma população negra, ainda estaria esperando ajuda 1 ano depois?

população negra do Haiti, abandonada, aguarda ajuda humanitária

falar sobre racismo é um tabu, principalmente porque pessoas burras, analfabetos funcionais que não entendem o que lêem, entendem o que querem entender... por isso é complicado falar de temas polêmicos... falando sobre mulheres aqui, e mesmo conversando, é incrível como tem gente que não entende o que lê, nem o que ouve, e ainda acha ruim... isso acontece sobre qualquer assunto, porém assuntos polêmicos, tabus, o problema fica mais evidente...

pra começar vou deixar bem claro que não sou racista... se algum tonto achar isso, leia e releia o que eu escrever até entender... meu avô tem pele mais escura do que o Barack Obama ou o Lewis Hamilton, apesar de não ser negro, ser descendente de índios... e ele não gosta quando alguém fica com frescura sobre cor da pele perto dele... negro é negro, essa história de afro-descendente é uma babaquice politicamente correta.

Qual o problema de se falar negro? Afinal, "brancos" não são brancos. O Michael Jackson quando morreu tinha pele muito mais branca do que a minha, e eu não fico ofendido se alguém disser que eu sou branco, apesar de minha pele estar longe da cor branca... por que algum negro ficaria ofendido de ser chamado de negro? Qual o problema de ser negro? Por acaso "negro" é alguma ofensa? Algum insulto? Não tem nada de errado em ser negro, ou tem? Como diz o Lula, sobre o Brasil, aqui vale o mesmo pensamento: quem quiser ser respeitado, tem que primeiro se respeitar. Ser negro não é defeito, portanto negro não tem que ter vergonha de ser negro... tem que ter orgulho de ser negro, tem que honrar a cor da pele que tem, honrar o cabelo que tem, honrar sua história, suas raízes... ou por acaso tem algum problema ser negro? Negro é negro, como branco é branco, índio é índio, o resto é conversa mole.

Aliás, falando em honrar, ter orgulho e se respeitar, algo que muita gente observa é que muitas vezes os próprios negros não se respeitam. Muitos ganham dinheiro, e logo arrumam uma mulher branca, muitos homens negros desprezam as mulheres negras. Adoram loiras, quanto mais branca melhor. A Bahia é o Estado mais negro do Brasil, terra do Axé... música de negros, porém quantos grupos de Axé famosos tem dançarinas negras? A dançarina de Axé mais famosa foi a Carla Peres, a loira do tchan, substituída por outra loira... loiras, morenas, mas sempre brancas... porque não uma negra? Por que esses músicos e cantores negros não valorizam as mulheres negras? Por que os próprios negros não se valorizam? Este é apenas um exemplo...

Tapar o sol com a peneira não resolve o problema do racismo... ficar com conversinha mole, inventando datas comemorativas e feriados, isso não vai resolver o problema do preconceito. Pelo contrário, esse país já tem feriados demais... estrangeiros ficam espantados com a quantidade de feriados que param o país e prejudicam a economia... é um exagero de feriados... criar mais feriados não resolve nada, apenas cria mais problemas... tem feriado demais, mas em vez de cortar feriados, estão criando mais feriados inúteis... não é com feriado e "Dia da Consciência Negra" que vai acabar o racismo... pelo contrário, tudo que essas "políticas de inclusão racial" tem conseguido é aumentar ainda mais o racismo...

Aliás, essas políticas em si são extremamente racistas... por exemplo a política de cotas para negros... se eu fosse negro, eu ficaria extremamente ofendido com essas cotas para negros... aliás, tem muitos negros inteligentes que são contra as cotas... afinal de contas, qual a mensagem que passa essa política de cotas? A mensagem de que negros não tem capacidade de competir com brancos, de que os brancos são mais inteligentes, e de que por isso os negros precisam de uma cota obrigatória para garantir o seu espaço... Muitos críticos das cotas dizem que o justo seriam cotas sociais, econômicas, para ajudar os mais pobres, alunos de escolas públicas, e não para ajudar os negros.

Por que cotas raciais, e não sociais? Os defensores das cotas são extremamente racistas, pois consideram que em condições iguais, os negros não conseguem superar os brancos. Existem negros ricos, existem negros inteligentes. Eles não precisam de cotas, ou por acaso os negros não tem capacidade de competir com os brancos? Ao invés de combater o preconceito, essas cotas estão condenando os negros inteligentes e bem sucedidos a sofrer com o preconceito pelo resto de suas vidas: todos os negros, mesmo aqueles que venceram e conquistaram suas vitórias através do mérito, sem precisar de cotas, serão vistos como cotistas... em vez de ter seu mérito reconhecido, sofrerão com o preconceito de todos que os vêem como incompetentes beneficiados pelas cotas...

os negros pagarão caro, sofrerão ainda mais preconceito, por causa das cotas... cotas que eles não precisam... essas cotas são extremamente racistas e preconceituosas... quem acha que negro precisa de cota, está dizendo que os brancos são mais inteligentes e que os negros não tem chance, e por isso precisam de cotas... negros não precisam de cotas, pois são tão inteligentes quanto os brancos.


O. de C. - Escravidão, etnias, miscigenação, cotas raciais, racismo - TO 02/12/09

Ficar com ladainha politicamente correta também não resolve nada... hipocrisia não ajuda, só atrapalha... verdades sejam ditas, afinal de contas, o primeiro passo para resolver qualquer problema, é entender o problema... ficar fantasiando, inventando, idealizando, mentindo, não resolve... é preciso analisar e entender a verdade, e a verdadeira verdade... meias verdades são mentiras. Por exemplo, números e estatísticas são meias verdades... estatísticas precisam ser analisadas...

Números comumente usados para exemplificar o racismo no Brasil são as estatísticas de assassinatos... recentemente vi uma pesquisa que mostra uma diferença enorme entre negros e brancos assassinados... os negros são grande maioria entre as vítimas de assassinatos. Pode ser entendido como racismo... mas, quem são os assassinos? Por acaso são brancos que matam negros? Por acaso essa pesquisa sobre a cor da pele das vítimas, também pesquisou a cor da pele dos assassinos? Os negros são maioria entre as vítimas, mas quem é maioria entre criminosos, bandidos, ladrões e assassinos, brancos ou negros?

Recentemente foi feita uma pesquisa nos Estados Unidos, onde a população negra é relativamente pequena comparada ao Brasil... lá, os negros são minoria entre a população... ainda assim, a esmagadora maioria dos bandidos, criminosos, ladrões e assassinos são negros. Não precisa de pesquisa pra saber disso. Tapar o sol com a peneira não vai resolver, então vamos encarar a realidade, entender o problema, e buscar a solução. Ficar com mentiras, meias verdades e blá blá blá politicamente correto não vai resolver o problema.Por que negros são abordados com mais frequência pela polícia do que brancos? Por que a maioria dos ladrões são negros. Isso não é preconceito, é a verdade. Se a verdade incomoda, então vamos encarar a realidade, ficar com conversinha fiada não resolve.

África, continente devastado por guerras, fome, miséria e doenças

Verdade seja dita, os negros são as maiores vítimas de violência porque a violência é muito maior entre os negros. Os negros são muito mais massacrados na África do que no Brasil ou nos Estados Unidos. Reclamam tanto do racismo no Brasil e nos Estados Unidos, mas os negros que vivem na América vivem uma vida de dar inveja aos negros que vivem na África, onde eles são a maioria. A África é de longe o continente mais violento e atrasado, convive com guerras civis e extermínios em massa. A violência na África não tem limites, e lá não dá pra culpar os brancos pelos problemas.

Aliás, outra verdade sobre a África: a grande maioria dos negros africanos que foram trazidos para a América como escravos, foram vendidos como escravos por tribos rivais, vendidos por outros negros africanos. E essa foi sua salvação. Não fossem vendidos como escravos, teriam sido mortos. Mas os africanos perceberam que era mais vantajoso vender os seus inimigos como escravos para os europeus do que simplesmente matá-los. Hoje os negros descendentes desses escravos vivem muito melhor na América do que os negros que vivem na África. Os negros vivem em um paraíso, comparado a África. Com o fim da escravidão, os negros africanos voltaram a se matar, como fazem até hoje. A África convive com a vioência, carnificina, miséria, fome e doenças. O único continente onde os negros são maioria. Os brancos são culpados? Os negros africanos são vítimas de preconceito? Vítimas de racismo? Não. Os negros africanos são vítimas de negros.

filme com Leonardo di Caprio sobre as guerras civis na África do Sul, causadas pela disputa pelas minas de diamante

Mandela, escravidão e dia da Consciência Negra (prof. Olavo de Carvalho)

povo africano morre de fome em meio as guerras

Aqui no Brasil é evidente a relação entre negros e violência: quanto maior a proporção de negros na população, maior a violência. A Bahia é um dos poucos estados brasileiros onde os negros são maioria, e é um dos estados mais violentos do Brasil. No Rio de Janeiro também, onde metade da população é negra, a violência é muito maior nas regiões que concentram a população negra. São Paulo também convive com muita violência, proporcional a quantidade de negros. Do outro lado, os estados mais tranquilos, onde a violência é menor, são justamente os estados onde a população negra é proporcionalmente a menor, na Região Sul do Brasil. Essa é a verdade politicamente incorreta. Qual é a verdade politicamente correta?

Não adianta querer combater o pré-conceito escondendo a verdade com acusações de racismo. É preciso encarar a verdade, entender a realidade. Eu tenho amigos negros, conheço negros inteligentes e que são boas pessoas, gente honesta e pacífica. É preciso entender o problema, a causa de tantos negros violentos e criminosos, afinal exista uma causa, provavelmente social, pois não é da natureza deles... mas não é enfeitando a realidade, mentindo, disfarçando e acobertando que vamos resolver isso.

Um ótimo exemplo de que resolver o preconceito com política não funciona foi a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. No Brasil, o futebol é o meio onde os negros são mais bem sucedidos. Mas na Europa, sofreram preconceito, o que levou a FIFA a escolher a África do Sul como sede da Copa apenas por questões políticas, com o objetivo de combater o preconceito, realizar a primeira Copa do Mundo no continente africano, apesar de a África do Sul não ter sido a melhor escolha do ponto de vista técnico, operacional, funcional, prático. A FIFA fez o que pode, levou um grande evento esportivo para a África. Levou investimentos em infra-estrutura, turismo, um dos maiores eventos do mundo, esportivo e econômico.

Os negros tinham a faca e o queijo na mão, para responder ao preconceito promovendo um grande espetáculo, com toda sua alegria, na Copa da África. Os jogadores do mundo todo pregaram mensagens contra o racismo em todos os jogos... toda a Copa foi voltada ao combate contra o racismo. Mas e os negros, o que fizeram para combater o preconceito? Deram um espetáculo de violência, selvageria, falta de respeito.

Os jogadores negros dos times africanos, na luta contra o racismo, alimentaram os racistas com argumentos e exemplos de péssimo comportamento dos negros, comportamento deplorável e vergonhoso. Na falta de habilidade com a bola, os jogadores negros apelavam para uma violência sem pudores. Todo esforço de uma Copa do Mundo voltada ao combate ao racismo, todo esforço foi em vão, pois os próprios negros acabaram com suas chances de vencer o racismo, não fazendo por merecer o respeito, demonstrando total falta de respeito por seus colegas de profissão.

Copa do Mundo contra Racismo e Preconceito
http://tocadocoelhovoador.blogspot.com/2010/07/copa-do-mundo-contra-racismo-e.html

Brasil 3x1 Costa do Marfim lances violentos, Elano sai de campo machucado...

Pré-conceito, pelo significado da palavra, é um conceito pré-concebido. Portanto, para acabar com o pré-conceito, basta os negros provarem que são pessoas melhores do que os racistas imaginam. Mostrar bondade, inteligência, sabedoria, boa vontade, dignidade, se dar ao respeito. Respeito é uma via de mão dupla. Respeito não se exige, se conquista. Quem não sabe respeitar também não é respeitado. Não adianta exigir respeito e não respeitar. Para se dar ao respeito, é preciso respeitar o próximo. Ética, moral, respeito, são valores muito acima da lei. Um professor que tive dizia que a lei é o mínimo da ética, o mínimo que todo cidadão deve cumprir para viver em sociedade, para garantir a paz entre pessoas diferentes. Respeitar a lei é o mínimo que se exige. Pessoas que não respeitam as leis de uma sociedade, não respeitam a própria sociedade.

Claro que existem muitos negros inteligentes, trabalhadores, responsáveis, dignos, respeitáveis, responsáveis. Porém a grande maioria dos criminosos é negro. Fica difícil exigir respeito para os negros, quando uma grande parcela dos negros não respeita o próximo, não respeita a sociedade, não respeita a lei. Roubam, furtam, agem com violência, vandalismo, falta de respeito, indecência... possuem comportamento que não merece respeito. Se os negros são vistos com desconfiança, são alvos de suspeita da polícia, é porque a grande maioria dos transgressores da lei são negros. Fica difícil combater o preconceito quando os próprios negros ajudam a solidificar um conceito tão ruim.

Futbolista Luis Moreno patea a una lechuza indefensa

E não adianta ficar com conversinha mole, discurso politicamente correto, criar datas comemorativas e feriados, tapar o sol com a peneira, contar meias verdades através de estatísticas... não adianta esconder a verdade. O primeiro passo para curar uma doença é fazer o diagnóstico correto. Esconder a verdade não resolve. Racismo é uma doença, preconceito é uma doença, e para curar essa doença é preciso encarar a realidade, por pior que ela seja, não adianta ficar com perfumaria. O diagnóstico para a cura do racismo deve ser preciso e correto, e acima de tudo, não adianta querer combater o racismo, enquanto os negros não fizerem a sua parte, fazendo por merecer, aprendendo a respeitar na mesma medida em que desejam ser respeitados.

Um bom exemplo é o de um negro que conquistou a amizade de líderes da Ku Klux Klan nos Estados Unidos. Ele se aproximou, conquistou o respeito, admiração e amizade de muitos membros da KKK. Com respeito, não com violência, ele possui uma coleção de itens da KKK, doados por ex-membros que deixaram a KKK graças a ele, um negro que fez muitos racistas mudarem de idéia. Política não faz milagre... os maiores responsáveis pelo racismo são os próprios negros... que com suas atitudes alimentam o preconceito. Ghandi mostrou o poder da paz, e para vencer o preconceito, esses negros devem provar que são melhores do que o conceito atribuído a eles... mas infelizmente muitos negros não ajudam, e com isso muitos negros que são boas pessoas, acabam pagando... os bons pagam pelos maus... verdade seja dita, não adianta negar a existência dos maus... é preciso ajudá-los a evoluir, tornarem-se pessoas melhores...

Olavo de Carvalho sobre a Macumbaria.

Raça baiana??? E lá na Paraíba? (prof. Olavo de Carvalho)


Dearák Obama (prof. Olavo de Carvalho)


Olavo de Carvalho - Sobre Obama
http://www.youtube.com/watch?v=1VWpzkZibEU

Olavo de Carvalho - Escravos Europeus 1
Olavo de Carvalho - Escravos Europeus 2

Olavo de Carvalho - Escravos Europeus 3
 Olavo de Carvalho - Escravos Europeus 4



Com Dr. Hélio contra o racismo

5 comentários:

  1. Não entendi muito bem o seu texto, veja bem,um texto precisa ter um direcionamento, sinto que vc ficou no muro com relação a esse assunto. De um lado admite uma série de VERDADES que a grande maioria da população teima em fingir que não acontece, de outro tenta desviar o assunto principal para educação, história, mas no final termina que seu texto fica incompleto.
    Pois vou lhe dar uma dica, na próxima tente entender pelo prisma da RAÇA, sim elas existem.
    Existe somente uma ESPÉCIE humana, já raça, são várias, existem diferenças substanciais entre elas, não sou eu que estou de achismo, existem diversos estudos e comprovações sobre essa realidade, desde a vários séculos atrás até ontem.
    Se quiser te passo os inúmeros links que tenho sobre o assunto.
    Só uma coisa, a polícia para mais negros do que brancos obviamente pq há mais criminosos negros do que brancos, é uma questão estatística, o policial para mais aquele que geralmente pratica crime, ''aquele'' lê-se raça, perceba que os orientais raramente são parados.
    Seu blog assim como tantos outros tenta atacar um dos tentáculos do judaísmo internacional, responsável pela destruição da civilização ocidental, lê-se caucasiana, européia e cristã.
    Vc não ataca todos os tentáculos do polvo judeu, as ''teorias'' sem pé nem cabeça de inexistência de raças humanas e de igualitarismo racial, provavelmente os mais importantes de todos tem corrompido e destruído nosso país, nossa civilização.
    Aguardo sua resposta.

    ResponderExcluir
  2. nós vivemos sobre a Ditadura do Politicamente Correto, segundo a qual é errado dizer a verdade, por isso as pessoas vivem acoadas, não podem admitir estas verdades, ameaçadas de serem taxadas de racistas, preconceituosos, todos ficam com medo...
    .
    eu odeio essa palhaçada de politicamente correto, sou contra cotas e essa adoração a cultura africana, que não tem nada de bom para oferecer, basta ver o resultado na Africa...
    .
    mas não sou racista, não tenho nada contra os negros, tenho até amigos negros, e não quero ser injusto escrevendo algo que poderia magoar meus amigos... os negros não tem culpa de sua cultura, ninguém escolhe onde nascer, eu acho...
    .
    não quero ofender ninguém, por questão de respeito... respeito e a falta deste é o tema que abordei neste texto... respeito é uma via de mão dupla...
    .
    claro que existem raças, negá-las é outra idiotice politicamente correta, ideologia comunista psicótica, assim como o feminismo que prega que homens e mulheres são iguais... parte da mesma conspiração...
    .
    por favor, fique a vontade para postar links, só tem a acrescentar informação, agradeço muito, posso até incluir na postagem para quem quiser se informar melhor...
    .
    claro, muitas vezes a polícia faz buscas já tendo um perfil do suspeito, coincidentemente, a maioria dos bandidos são negros... essa é uma verdade politicamente incorreta...
    .
    falo de muita coisa aqui no blog, e tem muita coisa errada na nossa sociedade, o estrago é evidente e existe uma conspiração, difícil é entender quem está por trás... Olavo de Carvalho fala em Comunismo, veja minhas últimas postagens, encontrei no youtube vídeos de um desertor da KGB explicando isso... procure por Yuri Bezmenov no youtube. Mas no fim os judeus estão envolvidos, claro, pois Comunismo é invenção de judeu... será uma Conspiração Sionista?
    .
    não dá pra falar muita coisa em uma postagem... aproveito a inspiração do momento sobre algum tema, não pretendo escrever um livro de uma vez... mas já escrevi bastante coisa aqui no blog, assim como muita gente escreve... por isso compartilho links e vídeos interessantes que encontro, fique a vontade para postar links aqui, e se você ainda não tem um blog, é fácil fazer um, compartilhe também seus conhecimentos... tudo que podemos fazer é juntar forças contra a Conspiração que tem a grande mídia como instrumento... mais um indício da força judaica nessa confusão...

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pela abertura, tudo o que vc disse é real e eu que sou um cara lógico fico puto quando vejo que existe muita incoerência, e daquelas bem evidentes, que um cego consegue apontar quando ''vê''.
    A questão é que é complicado, muito complicado, pq tem tanta coisa que foi propositalmente complicada por vc-sabe-quem que fica difícil.
    Eu não tenho preconceitos ou racismo com quem não merece, que conquistou o seu respeito, mas aqueles que não fazem por merecer, talvez até mesmo por uma questão biológica eu quero no mínimo distância pq chega a ser até perigoso.
    Agora, com relação ao vc-sabe-quem, TENHA CERTEZA, estão conspirando a muito tempo para destruir a civilização ocidental e escravizar a humanidade, são uns pestilentos, egípcios,mesopotâmios,gregos, romanos, todos os povos europeus desde a idade média odiaram este povo, ou todos ESTÃO ERRADO e eles certos ou o contrário, o que eu acho muitíssimo mais coerente.

    ResponderExcluir
  4. então, vc comentou sobre querer distancia... o corpo humano possui energias, campo magnético, magnetismo humano... é difícil até mesmo compreender as diferenças biológicas, raciais, ainda mais difícil as diferenças neurológicas, psíquicas, cognitivas entre as raças...
    .
    mas além da capacidade de compreensão da humanidade hoje, é possível perceber que também existem diferenças energéticas... podemos sentir pessoas com energias pesadas, ruins, e eu conheci uma mulher negra com energias que me faziam muito mal... provavelmente porque muitos negros mechem com macumbaria, magia negra, espíritos malignos, e se tornam vampiros energéticos...
    .
    veja que povos onde há harmonia cultural e igualdade genética, existe uma harmonia energética, uma vibração em comum... no Brasil existe um desequilíbrio energético, devido a tanta desarmonia... já escrevi sobre isso também... mas acho que não publiquei ainda, vou procurar e publicar...
    .
    publiquei 1, mas tem outro, e ainda tem mais pra escrever sobre esse assunto...
    Energia da Vida e da Morte
    www.coelhovoador.net/filosofia/html/20101025EnergiaVidaMorte.html
    .
    tenho certeza sim, tem muito louco querendo dominar o mundo... mas por mais poderosos que eles sejam, sempre tem alguem mais forte...

    ResponderExcluir
  5. http://legio-victrix.blogspot.com/2011/08/minhas-opinioes-sobre-raca-e.html
    Eu achei bastante esclarecedor pra mim.

    ResponderExcluir

comentar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

postagens mais lidas da semana

Foro de São Paulo + Marxismo Cultural = Golpe Comunista



vídeos no youtube

Partido Nazista no Brasil, Socialismo e Comunismo - Daniel Coelho
BOLSONARO FALA EM VEADOS E CITA DATENA
PALAVRA ABERTA - COMISSÃO DA VERDADE - Jair Bolsonaro
Entrevista com o Cabo Anselmo no Canal Livre da TV Bandeirantes (1/9)
Entrevista com o Cabo Anselmo ao Dextra
Julio Severo concede entrevista exclusiva ao Dextra
Destruindo chavões socialistas - Leonardo Bruno
Mitos do liberalismo e socialismo - Filipe Altamir
10 anos da morte de Celso Daniel do PT. Lucia Hippolito para rádio CBN
O PT quer dar um Golpe no Brasil - Reinaldo Azevedo pt 1/2
O PT quer dar um Golpe no Brasil - Reinaldo Azevedo pt 2/2
Silas Malafaia em audiência do PLC 122 em 29 de novembro de 2011
O Drama da Mulher Moderna - Padre Paulo Ricardo (01/02)
O Drama da Mulher Moderna - Padre Paulo Ricardo (02/02)
Yuri Bezmenov - Marxistas, os idiotas úteis
Yuri Bezmenov - A corrupção moral da sociedade pelos Marxistas
Yuri Bezmenov - A corrupção moral da sociedade pelos marxistas - II


Olavo de Carvalho

Conselho de Olavo aos Brasileiros - Fujam do mundo melhor !!!
A Diferença entre Socialismo e Comunismo
Caetano Veloso e intelectuais de esquerda acordam para projeto totalitário do PT
O PT e o Desarmamento do Brasil
Governo, Farc e Foro de S. Paulo (prof. Olavo de Carvalho)
O Foro de São Paulo e o Neo-Comunismo
True Outspeak - Terrorismo e Foro de São Paulo
Ódio Esquerdista, Vitimismo Negro e Coitadismo Feminino
Escravidão, etnias, miscigenação, cotas raciais, racismo — TO 02/12/09
O COMUNISMO NO BRASIL É INEVITÁVEL!
Olavo de Carvalho explica o comunismo completamente (Parte 1)
Olavo de Carvalho explica o regime militar brasileiro
Casamento gay e Caos Jurídico no Brasil
Olavo de Carvalho - O COMUNISMO NO BRASIL É INEVITÁVEL!
Olavo de Carvalho Explica Porque Esquerdista não é Igual a Pessoa Normal