quinta-feira, 28 de abril de 2011

anarquista frustrado

dia desses postei um texto que escrevi a 10 anos atrás... tinha 16 anos quando escrevi, aquela mentalidade adolescente...continuo a mesma pessoa, claro, apenas mais experiente. Continuo achando o Anarquismo uma coisa linda, a forma de organização social mais perfeita que existe... ou falta de organização, no caso... uma sociedade sem governo, sem líderes, sem leis, sem opressão, sem regras... é lindo e perfeito, o Anarquismo é idealista, um sonho perfeito... só tem um problema: o ser humano não é perfeito.

O Anarquismo em si não tem problema nenhum, o único problema é que o sistema (ou falta de sistema) Anarquista é bom demais para a raça humana em seu atual estágio de evolução no planeta Terra... é impossível uma sociedade anarquista funcionar como no texto do Raul Seixas que citei... para isso, todas as pessoas deveriam ser boas, puras, inocentes, justas, dignas, responsáveis, pacíficas, honestas, enfim... as pessoas não são perfeitas, o que impede a perfeição do anarquismo.

No Brasil então nem se fala... imagine se não houvesse Estado, governo, leis, polícia, os três poderes... se toda a organização social estatal não basta para organizar a sociedade brasileira. Temos leis, que não valem quase nada no Brasil, não tem valor moral, pois são quebradas desde cima, pelos políticos responsáveis por fazer as leis... até embaixo, pelos piores marginais que roubam e matam com violência, por motivos fúteis, mas escapam de pagar por seus crimes nas muitas brechas generosas da lei... no Brasil, o crime compensa, pois a lei não tem força, o Estado brasileiro não tem força para fazer cumprir a lei.

E a maior fraqueza do Estado brasileiro está nas pessoas que ocupam o poder, em todos os níveis, em todos os poderes... quando o Estado é gerido por pessoas que não respeitam a lei, o Estado perde a moral de impor a lei. Desde policiais, civis e militares, delegados, juízes, vereadores, deputados, senadores, prefeitos, governadores e até mesmo presidentes... quando somos obrigados a admitir que um palhaço como o Tiririca ser o Deputado Federal mais votado da história do Brasil é o menor dos nossos problemas, porque pelo menos ele é honesto, e como ele dizia na campanha, pior que tá não fica...

As vezes fico pensando se o governo brasileiro não é essa lambança de propósito... e não critico o governo do PT, o Lula ou a Dilma, pelo contrário, antes deles a situação era muito pior... o Lula tirou o Brasil do fundo do poço que o Fernando Henrique derrubou... o problema do Brasil está no sistema, do tipo de problema que uma simples reforma não resolve, seria preciso derrubar tudo e começar de novo... mas isso é meio inviável... afinal cada povo tem o governo que merece, e o povo brasileiro não faz por merecer um governo muito melhor do que temos. O povo brasileiro adora avacalhar, pois é acomodado demais para se revoltar e fazer as coisas acontecerem. Eleger o Tiririca demonstra isso.

Não sou fã do Comunismo, apesar de não entender o que é isso... também não sou fã do Capitalismo... ambos tem suas qualidades e seus defeitos... podem dizer que o Comunismo é mais justo, mais igualitário, mais equilibrado socialmente, onde as pessoas são iguais, não existem privilégios, vantagens, disparidades sociais... o problema é que isso é uma grande ilusão, um grande sonho, bom demais pra ser verdade, assim como o Anarquismo. Não é justo que o engenheiro que estudou tanto para projetar as coisas não seja valorizado, não é justo que um engenheiro receba o mesmo salário que o operário que não estudou. Afinal, sem o engenheiro, não tem emprego para o operário. O Comunismo não é justo por não premiar o esforço individual, não é justo com aqueles que estudam e se esforçam mais. Impede o desenvolvimento. Enquanto o capitalismo não é justo com o operário, afinal sem o operário a idéia do engenheiro não sai do papel. Não é justo que um trabalhador humilde trabalhe o dia inteiro enquanto sua família passa necessidades básicas...

O Capitalismo não é tão ruim, mas aqui no Brasil não tem sido justo. A Europa é um bom modelo de sociedade justa e equilibrada. Falta no Brasil justiça social. Também não entendo direito o que é o Socialismo, mas acho que é o que se aproxima mais do que considero ideal: uma mescla das qualidades do Capitalismo e do Comunismo. Que o esforço individual seja premiado, porém sendo justo com todos, de cima embaixo. Uma sociedade socialista, como na Europa, um sistema econômico capitalista, com um governo forte que garanta o equilíbrio e justiça social. Uma sociedade justa para todos, onde os mais dedicados, esforçados, que estudam mais e desenvolvem habilidades mais sofisticadas sejam premiados, mas também justo com os mais humildes.

O Governo Lula e do PT reduziram muito a disparidade social no Brasil. Não acabou com a miséria, mas reduziu muito. Não acabou com a fome, mas chegou perto. Melhorou a vida dos mais pobres, elevando muitos e inflando a classe média. Nunca governo algum no Brasil foi tão bom para os mais humildes, para a grande massa do povo. Porém esse governo popular, que favoreceu tanto os mais pobres, tem deixado a desejar em outras áreas, como na Segurança Pública.

Antigamente a maior causa da criminalidade no entendimento popular era justamente a injustiça social. Ladrões roubam porque os filhos estão passando fome. Esses existem, e não deveriam ser presos. Deveriam ser condenados a penas alternativas, como trabalhar em serviços públicos, recebendo salário, para que os filhos não passem fome. Mas também obrigados a estudar, aprender alguma profissão para trabalhar e sustentar a família, ganhando dinheiro honestamente. Mas hoje estamos vendo que esse tipo de ladrão é minoria. Afinal gente honesta trabalha, estuda, se esforça para sustentar a família. O governo petista, que melhorou a vida dos mais pobres, derrubou esse mito do ladrão coitadinho.

Afinal, ladrão que rouba para alimentar os filhos é ladrão de galinha. Ladrão de banco não rouba para colocar comida na mesa. Quadrilha organizada não comete crimes por falta de opção, pois tem conhecimento e recursos. Hoje o Brasil melhorou muito em distribuição de renda, porém a criminalidade, ao invés de diminuir, está se especializando, se organizando, aumentando. Não são ladrões de galinha com filhos passando fome. Os ladrões mais humildes, solitários, que não fazem parte de quadrilhas organizadas, roubam e as vezes matam para sustentar o vício nas drogas, cometem atrocidades, perdem a cabeça, perdem a noção, perdem a razão quando o corpo sofre uma crise de abstinência pela falta de drogas. Com uma arma na mão, perdem a noção da realidade para saciar a necessidade de consumir drogas, a qualquer custo.

Mas esses também não são os únicos, talvez nem mesmo a maioria. Não é o caso dos bandidos e criminosos cada vez mais organizados, que formam quadrilhas tão grandes que já se tornam um verdadeiro sistema a parte, cada vez mais organizado... com poderes que chegam a ameaçar e até mesmo pressionar governos, chegam a conquistar poder político para negociar com o Estado. Um bom exemplo disto ocorreu esses dias na região de Campinas, quando o líder do PCC na cidade de Paulínia agendou uma reunião com o Secretário de Segurança Pública do município, onde se apresentou como líder do PCC e fez exigências, pois a Polícia estava atrapalhando os negócios da quadrilha...

Gravação revela ameaças de criminosos do PCC contra autoridades municipais de Cosmópolis

Meu sistema favorito é o anarquismo, ou a falta de um sistema. Mas é bom demais pra ser verdade, uma sociedade anarquista seria perfeita com pessoas perfeitas, mas as pessoas tem defeitos. Quando indivíduos não respeitam o próximo, quando abusam de sua liberdade para ferir os direitos de outras pessoas, quando não respeitam a sociedade, suas regras, suas leis... é necessário que exista uma organização social para punir aqueles que não respeitam os outros. Mesmo nas tribos mais primitivas existem chefes, caciques, líderes. Em sociedades de milhões de pessoas, é necessário um Estado organizado, um sistema com poderes para organizar a sociedade, manter a paz e o equilibrio. Deter, julgar e condenar aqueles que não respeitam as regras de convivência da sociedade.

Anarquismo seria perfeito, mas essas pessoas que não respeitam as regras da sociedade são o motivo da necessidade dos governos. Seria ótimo não precisar de Polícia, que a Polícia não existisse. Mas a Polícia é uma necessidade criada por bandidos que não respeitam o direito de outras pessoas, não respeitam a sociedade e suas regras. A Polícia é um mal necessário, o Governo é um mal necessário, para organizar uma sociedade formada por pessoas boas e ruins. Se todas as pessoas fossem boas, não haveria necessidade de Polícia, não seria preciso um governo, um Estado de Direito. A humanidade não é boa o bastante para viver em paz e harmonia no anarquismo.

Nunca um governo foi tão bom com os mais pobres, e isso derrubou o mito do bandido coitadinho. Gente ruim, que não respeita os outros, não respeita o povo, a sociedade... caráter, honra e dignidade não tem classe social. O povo honesto e trabalhador que melhorou de vida é o mesmo povo que sofria, mas trabalhava e vivia honestamente mesmo injustiçado. Os criminosos organizados de hoje não trabalham honestamente porque não querem. Querem ganhar dinheiro fácil, roubando dos que trabalham para sustentar a economia produtiva e o povo brasileiro, para engrandecer e fortalecer o Brasil. Bandidos não respeitam regras, não respeitam leis, não respeitam o povo, não respeitam a sociedade, não respeitam a polícia, não respeitam o governo, não respeitam o Estado de Direito. São egoístas que querem viver roubando aquilo que os outros conquistaram com trabalho. Viver as custas do trabalho de pessoas honestas e trabalhadoras. Que produzem e cumprem sua função social, seu papel na sociedade.

Outro dia li um e-mail que falava sobre as diferenças entre os países. Que a diferença entre a riqueza e o desenvolvimento entre países ricos e pobres não depende de recursos naturais, entre outros fatores... mas do respeito, da ética... em uma sociedade onde todos são honestos, trabalhadores e respeitam o próximo, a sociedade se desenvolve. Onde não há respeito, onde cada um tenta tirar vantagem do outro, onde não há ética, onde alguns roubam, vivem do suor do outro, do trabalho do outro, vampiros, sangue-sugas, a sociedade sofre. A origem da miséria é a falta de respeito. Imagine uma sociedade isolada de ladrões, onde ninguém trabalha, ninguém produz... todos querem viver de tirar vantagem e roubar... ninguém produz nada... portanto, ninguém tem nada para ser roubado.

Hoje, países árabes vivem do dinheiro do petróleo, enriqueceram com isso. Mas esses povos vivem no deserto a milhares de anos, e sempre viveram bem. Muitos desses povos árabes ergueram impérios e prosperaram no deserto. Enquanto isso, os povos de alguns países vivem na miséria, mesmo vivendo em verdadeiros paraísos tropicais, onde a natureza não deixa nada a desejar, onde não falta nada em termos de recursos naturais. A África abriga uma rica fauna animal e vegetal, muitas espécies animais que só existem ali. Ainda assim, apesar de toda a riqueza natural, o continente africano é miserável. Apenas países como a África do Sul e o Egito são mais desenvolvidos, graças a riquezas naturais e ancestrais. Diamantes geram fortunas e guerras na África, enquanto a história do Egito atrai turistas do mundo inteiro.

O Brasil sofre muito com a falta de ética, corrupção, falta de respeito... a começar do próprio Estado, em todas as esferas, em todos os poderes, desde o governo federal aos municipais. A corrupção no Brasil é sistêmica. E difícil de combater, em um Estado tão grande. Não gosto de coisas muito grandes... grandeza demais é um problema. Motos muito grandes são ruins para manobrar... máquinas muito complicadas tem manutenção muito cara... como dizia João Gurgel, peça que não existe não quebra.

Gosto das idéias liberais, de um Estado enxuto, pequeno, eficiente... simples, fácil de fiscalizar e controlar. Não sou contra as privatizações... sou contra o método tucano de privatizar... dizem as más línguas que a família do Mário Covas é dona das concessionárias de pedágios de São Paulo... privatizar é bom, mas privatizar com ética e respeito ao patrimônio público. Quando o governo é corrupto, quando políticos são ladrões, fica difícil combater o crime organizado por bandidos mais humildes, que não se disfarçam de pessoas dignas e honradas embaixo de terno e gravata. A moral do Estado depende de um governo formado por pessoas dignas e honradas, e isso está faltando no Brasil... talvez porque o povo tem o que merece. Se não por ser ativamente desonesto, mas por ser passivamente submisso.

Dizem que o problema da criminalidade atual é consequência da Constituição de 88, bondosa com os presos, em consequência de 20 anos de ditadura. As vezes fico pensando se a incompetência dos governos seguintes na área de Segurança Pública não faz parte de uma conspiração para convencer o povo a aceitar uma nova ditadura, acreditando que apenas a linha dura é capaz de manter a ordem e combater a criminalidade. O maior argumento dos defensores da Ditadura é justamente esse, que naquela época bandido pagava pelos crimes que cometiam, ao invés de fazerem festas com o dinheiro que roubaram dos outros... ameaçar a sociedade e o Estado de Direito como fazem hoje.

Temos um governo de esquerda hoje. Espero que esse governo de esquerda do PT seja competente e eficiente para manter a paz, a ordem e a tranquilidade da sociedade, o sossego do trabalhador, a segurança de poder trabalhar para conquistar alguma coisa na vida e usufruir com liberdade. Liberdade de poder usar um relógio, ter um carro, roupas boas, uma casa confortável. Liberdade para viver uma vida boa, digna, com o merecido conforto, fruto de trabalho e dedicação. Porque hoje, o trabalhador honesto não tem liberdade para viver, porque os bandidos tem liberdade para roubar. A obrigação social do Estado é garantir a estabilidade da sociedade. O Estado é um mal necessário para manter a ordem. Por isso o Anarquismo, por mais lindo que pareça, não funciona. O Estado é um mal necessário, mas para justificar sua existência deve cumprir sua obrigação.

Manter a lei e a ordem é obrigação e a própria razão da existência do Estado. Segurança Pública é a mais básica das obrigações do Estado, pois a necessidade de punir aqueles que faltam com respeito ao próximo é a maior diferença que separa o Estado de Direito da Anarquia. Em qualquer tribo existe um líder para manter a ordem, julgar e condenar aqueles que não respeitam a sociedade. Está faltando ordem no Brasil. São as únicas palavras que estão em nossa bandeira, Ordem e Progresso. Sem ordem não há progresso. Ou vamos deixar de trabalhar para fazer justiça com as próprias mãos, deixar de produzir para entrar em guerra civil e destruir nossas cidades, como acontece na África.

Educação é fundamental, mas respeito e educação caminham juntos. Falta educação de qualidade, como falta ordem e respeito no Brasil. Estamos livres dos tucanos, mas espero que o governo petista prove que a esquerda tem capacidade para manter um Estado de Direito, garantir a liberdade do cidadão honesto para trabalhar e viver com dignidade, com liberdade. Hoje no Brasil os bandidos tem mais liberdade do que os cidadãos honestos. Aqueles que não respeitam a sociedade estão vivendo muito bem as custas do trabalho das pessoas honestas, que produzem a riqueza desse país. Mas não podem usufruir com liberdade do fruto do seu trabalho, enquanto bandidos pés-de-chinelo, e também de colarinho branco, fazem a festa com nosso dinheiro.

Ordem e Progresso. Não é pedir demais. É a razão de ser do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

postagens mais lidas da semana

Foro de São Paulo + Marxismo Cultural = Golpe Comunista



vídeos no youtube

Partido Nazista no Brasil, Socialismo e Comunismo - Daniel Coelho
BOLSONARO FALA EM VEADOS E CITA DATENA
PALAVRA ABERTA - COMISSÃO DA VERDADE - Jair Bolsonaro
Entrevista com o Cabo Anselmo no Canal Livre da TV Bandeirantes (1/9)
Entrevista com o Cabo Anselmo ao Dextra
Julio Severo concede entrevista exclusiva ao Dextra
Destruindo chavões socialistas - Leonardo Bruno
Mitos do liberalismo e socialismo - Filipe Altamir
10 anos da morte de Celso Daniel do PT. Lucia Hippolito para rádio CBN
O PT quer dar um Golpe no Brasil - Reinaldo Azevedo pt 1/2
O PT quer dar um Golpe no Brasil - Reinaldo Azevedo pt 2/2
Silas Malafaia em audiência do PLC 122 em 29 de novembro de 2011
O Drama da Mulher Moderna - Padre Paulo Ricardo (01/02)
O Drama da Mulher Moderna - Padre Paulo Ricardo (02/02)
Yuri Bezmenov - Marxistas, os idiotas úteis
Yuri Bezmenov - A corrupção moral da sociedade pelos Marxistas
Yuri Bezmenov - A corrupção moral da sociedade pelos marxistas - II


Olavo de Carvalho

Conselho de Olavo aos Brasileiros - Fujam do mundo melhor !!!
A Diferença entre Socialismo e Comunismo
Caetano Veloso e intelectuais de esquerda acordam para projeto totalitário do PT
O PT e o Desarmamento do Brasil
Governo, Farc e Foro de S. Paulo (prof. Olavo de Carvalho)
O Foro de São Paulo e o Neo-Comunismo
True Outspeak - Terrorismo e Foro de São Paulo
Ódio Esquerdista, Vitimismo Negro e Coitadismo Feminino
Escravidão, etnias, miscigenação, cotas raciais, racismo — TO 02/12/09
O COMUNISMO NO BRASIL É INEVITÁVEL!
Olavo de Carvalho explica o comunismo completamente (Parte 1)
Olavo de Carvalho explica o regime militar brasileiro
Casamento gay e Caos Jurídico no Brasil
Olavo de Carvalho - O COMUNISMO NO BRASIL É INEVITÁVEL!
Olavo de Carvalho Explica Porque Esquerdista não é Igual a Pessoa Normal