quinta-feira, 22 de julho de 2010

Copa do Mundo contra Racismo e Preconceito

Eu queria evitar esse assunto, mas a Copa acabou e isso não me sai da cabeça, então acho que tenho que falar sobre isso... mas antes de mais nada, quero deixar bem claro que não sou preconceituoso, pois sei que alguém vai ler isso, não vai entender nada e vai reclamar.

Analfabeto funcional: pessoa que sabe ler, mas não consegue entender o que leu. Haja paciência com pessoas que não entendem e querem reclamar... Se alguém ler isto e achar que eu sou preconceituoso, leia de novo, e de novo, peça uma 2ª opinião, uma 3ª ou 4ª, e se você ainda tiver dúvidas, pergunte, mas se alguém vier me acusar de alguma coisa porque não entendeu o que eu escrevi, vou responder na mesma altura, sendo ignorante se for o caso. Quem quiser criticar, fique a vontade, desde que não fale bobagem.


Combate ao Racismo e Preconceito na Copa do Mundo
Ouvi dizer que a África do Sul não tinha condições de organizar a Copa do Mundo, que aconteceu graças a pesados investimentos do governo, dos impostos do povo, dinheiro público. Essa Copa custou caro para a África do Sul, que agora tem enormes estádios no meio do nada, que não terão utilidade e custaram bilhões de dólares em um país onde muita gente tem necessidades muito mais básicas do que suntuosas praças esportivas. Tem muita gente morrendo de fome na África, mas eles gastaram bilhões de dólares com estádios.

A África do Sul era o único país africano capaz de sediar a Copa do Mundo, e foi decidido por uma Copa na África para combater a crescente onde de racismo e preconceito que cresceu nessa década na Europa. Na apresentação de todos os jogos, jogadores de todos os times leram mensagens contra o racismo / preconceito em suas línguas, crianças negras e brancas juntas, enfim, um evento bem organizado com o objetivo de combater o racismo.

O Brasil é um dos países com maior população negra do mundo, talvez menor que a dos Estados Unidos, onde os negros sofrem muito mais do que aqui. Por isso, as campanhas contra o Racismo são mais fortes nos Estados Unidos, pois o problema lá é maior. E deram resultado, a situação melhorou muito, tanto é que hoje o presidente dos Estados Unidos é negro, algo inimaginável a 20 anos atrás. As pessoas evoluem, e eles provaram isso.

Mas infelizmente, enquanto muitos negros não merecem sofrer o preconceito que sofrem, outros alimentam o racismo. Infelizmente isso aconteceu na Copa do Mundo, alguns ótimos exemplos que atrapalharam os mais nobres objetivos de combater o racismo. Os negros são vítimas do racismo, do preconceito, e devem lutar para superar isso. Mas lutar com honra e dignidade, mostrar que são melhores do que pessoas racistas e preconceituosas. Mas infelizmente, muitos, ao invés de agir com dignidade, dão motivo para alimentar o racismo. Isso aconteceu na Copa do Mundo.

Não assisti nenhum jogo inteiro, nem mesmo os do Brasil, do começo ao fim. Dos outros jogos então... assisti apenas alguns trechos de alguns. Mas posso citar 3 exemplos de jogadas extremamente violentas e maldosas. Duas contra jogadores brasileiros, o Elano e o Luis Fabiano, no jogo contra a Costa do Marfim. Eles sofreram entradas violentas, desnecessárias, maldosas. Não foram acidentes ou faltas normais, foram ataques para machucar. Coincidentemente, os dois foram os jogadores brasileiros que mais se destacaram nos dois primeiros jogos. O Luís Fabiano seguiu no jogo, mas o Elano não conseguiu jogar mais, voltou pra casa frustrado depois de marcar dois gols nos dois primeiros jogos.

Dá pra dizer que essas agressões foram planejadas com antecedência, pois atingiram justamente os dois melhores, que marcaram gols nos jogos anteriores. A estratégia de jogo da Costa do Marfim foi machucar os melhores jogadores brasileiros, para levar vantagem no jogo. Mas saber perder, perder com honra, dignidade, faz parte do jogo. E perder para o Brasil não seria vergonha para a Costa do Marfim. Eles poderiam perder com honra, mas não. Mostraram falta de respeito, pra dizer o mínimo, contra colegas de profissão.

Brasil 3x1 Costa do Marfim lances violentos, Elano sai de campo machucado...
http://www.youtube.com/watch?v=o-5TuDhGTI4

A terceira jogada maldosa e violenta que me lembro, e falo apenas das jogadas maldosas, intencionais e desnecessárias que machucaram o adversário, pelo menos as que vi durante a Copa, já que não assisti todos os jogos... foi no jogo Gana x Uruguai, um jogador de Gana entrou violentamente contra o Lugano, coincidentemente o melhor jogador do Uruguai, que poderia ter ganhado o jogo no tempo normal, acabou vencendo nos pênaltis. Aquela jogada manchou a bela campanha de Gana, o melhor desempenho entre todas as seleções africanas, a única que se classificou na primeira fase. Mas uma agressão como aquela, totalmente desnecessária. Ou fazia parte da estratégia machucar o melhor jogador do time adversário?

Muito legal a FIFA promover uma campanha contra o racismo, contra o preconceito, organizar a primeira Copa do Mundo na África. Muito legal jogadores de todos os países, em todos os jogos, mandarem a mensagem contra o preconceito para o mundo inteiro ouvir. Mas é uma pena, que justamente negros, vítimas dessa injustiça, ao invés de fazerem a sua parte para combater o racismo, jogar com honra e dignidade, e perder com honra e dignidade, pois perder faz parte do jogo... é uma pena, mas toda essa campanha contra o racismo, e justamente jogadores negros, ao invés de ajudar, atrapalharam, ao invés de mostrar honra e dignidade, muitos jogares negros acabaram dando motivos para os racistas e preconceituosos, enquanto o mundo tenta combater o preconceito, justamente os maiores interessados, ao invés de fazer sua parte, dão razão para os críticos... lamentável.

Para combater o racismo e o preconceito, os negros precisam ajudar, precisam fazer sua parte. Só reclamar e pedir justiça não adianta nada, se os próprios negros não fizerem sua parte. Infelizmente, esses jogadores deram péssimos exemplos. Infelizmente, péssimos exemplos como esses não ocorrem apenas em jogos de futebol. Respeito é uma via de mão dupla. Não adianta exigir respeito, quando não se sabe respeitar. Aqueles jogadores de Gana e Costa do Marfim não respeitaram seus colegas adversários. Quem não sabe respeitar, também não tem moral pra exigir respeito. Infelizmente, desse jeito, fica difícil combater o racismo e o preconceito... exigir respeito exige ter respeito. Saber respeitar, para ser respeitado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

postagens mais lidas da semana

Foro de São Paulo + Marxismo Cultural = Golpe Comunista



vídeos no youtube

Partido Nazista no Brasil, Socialismo e Comunismo - Daniel Coelho
BOLSONARO FALA EM VEADOS E CITA DATENA
PALAVRA ABERTA - COMISSÃO DA VERDADE - Jair Bolsonaro
Entrevista com o Cabo Anselmo no Canal Livre da TV Bandeirantes (1/9)
Entrevista com o Cabo Anselmo ao Dextra
Julio Severo concede entrevista exclusiva ao Dextra
Destruindo chavões socialistas - Leonardo Bruno
Mitos do liberalismo e socialismo - Filipe Altamir
10 anos da morte de Celso Daniel do PT. Lucia Hippolito para rádio CBN
O PT quer dar um Golpe no Brasil - Reinaldo Azevedo pt 1/2
O PT quer dar um Golpe no Brasil - Reinaldo Azevedo pt 2/2
Silas Malafaia em audiência do PLC 122 em 29 de novembro de 2011
O Drama da Mulher Moderna - Padre Paulo Ricardo (01/02)
O Drama da Mulher Moderna - Padre Paulo Ricardo (02/02)
Yuri Bezmenov - Marxistas, os idiotas úteis
Yuri Bezmenov - A corrupção moral da sociedade pelos Marxistas
Yuri Bezmenov - A corrupção moral da sociedade pelos marxistas - II


Olavo de Carvalho

Conselho de Olavo aos Brasileiros - Fujam do mundo melhor !!!
A Diferença entre Socialismo e Comunismo
Caetano Veloso e intelectuais de esquerda acordam para projeto totalitário do PT
O PT e o Desarmamento do Brasil
Governo, Farc e Foro de S. Paulo (prof. Olavo de Carvalho)
O Foro de São Paulo e o Neo-Comunismo
True Outspeak - Terrorismo e Foro de São Paulo
Ódio Esquerdista, Vitimismo Negro e Coitadismo Feminino
Escravidão, etnias, miscigenação, cotas raciais, racismo — TO 02/12/09
O COMUNISMO NO BRASIL É INEVITÁVEL!
Olavo de Carvalho explica o comunismo completamente (Parte 1)
Olavo de Carvalho explica o regime militar brasileiro
Casamento gay e Caos Jurídico no Brasil
Olavo de Carvalho - O COMUNISMO NO BRASIL É INEVITÁVEL!
Olavo de Carvalho Explica Porque Esquerdista não é Igual a Pessoa Normal